Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ministro defende acesso da MPE à inovação

Notícias

Ministro defende acesso da MPE à inovação

Extensão Tecnológica no País – O Conhecimento a Serviço da População

Evento promovido pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara, debateu estratégias e métodos a serem implementados e desafios institucionais a serem vencidos para permitir a consolidação de políticas públicas que permitam aproximar as micro e pequenas empresas dos centros de pesquisa e das universidades.
publicado: 20/02/2014 11h46 última modificação: 23/07/2014 19h00

O ministro Guilherme Afif abriu na manhã desta quarta-feira, na Câmara dos Deputados, o seminário “Extensão Tecnológica no País – O Conhecimento a Serviço da População”. O evento, promovido pela Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara, debateu estratégias e métodos a serem implementados e desafios institucionais a serem vencidos para permitir a consolidação de políticas públicas que permitam aproximar as micro e pequenas empresas dos centros de pesquisa e das universidades.

Depois de observar que a Câmara dos Deputados está prestes a votar, no âmbito da Comissão Especial, o projeto de lei de revisão da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa que vai, afinal, simplificar o Simples, o ministro afirmou que uma das tarefas da Secretaria é possibilitar que as MPEs tenham acesso efetivo aos novos métodos de produção. E ressaltou que “em virtude da crise econômica que afeta o mundo, o caminho do desenvolvimento, da geração de empregos a curto prazo, passa, prioritariamente, pelas micro e pequenas empresas”.

Para Afif, o seminário mostra a necessidade do tripé do ensino, da pesquisa e da extensão, mas que a grande questão é como fazer a inovação tecnológica chegar aos produtores: “O grande problema é: como fazer chegar o conhecimento à massa de pequenos produtores, de micro e pequenas empresas.”, afirmou o ministro. “As MPEs ainda estão distantes do mundo do conhecimento porque o Brasil tem várias realidades e os micro e pequenos empresários estão no ‘fundão’, e muitas vezes a área de extensão acaba privilegiando só alguns setores que têm acesso. Portanto, a extensão é o segredo para poder levar a inovação tecnológica a todos, de forma democrática. Por isso temos, agora, a tarefa de aproximar esse segmento da universidade para que elas ingressem, finalmente, na economia do conhecimento”. Ainda de acordo com Afif, “a Secretaria da Micro e Pequena Empresa, em virtude de sua característica articuladora, vai se dedicar a unir segmentos para garantir que gastos sejam transformados em investimentos que permitam às MPEs dar um salto em matéria de criatividade”.

registrado em: ,